sábado, 28 de novembro de 2009


Abscesso hepático amebiano

Definição:
Acúmulo de pus no fígado provocado por um parasita intestinal.

Abscessos hepáticos amebianos são causados pelo mesmo agente que provoca a amebíase, uma infecção intestinal. O agente atinge o fígado por meio do sangue, formando abscessos. Os pacientes podem ou não apresentar sintomas de infecção intestinal associada aos abscessos hepáticos . A infecção está disseminada no mundo todo, sendo mais comum em regiões tropicais, onde há elevada densidade populacional e condições sanitárias inadequadas. Na África, América Latina, sudeste da Ásia e Índia ocorrem muitos problemas de saúde associados a essa doença. A transmissão ocorre pela ingestão de cistos presentes em água e alimentos contaminados com fezes, uso de fezes humanas como fertilizantes e contato direto com pessoas contaminadas. A incidência de abscessos hepáticos amebianos é de 1 em cada 100.000 pessoas. A desnutrição e o alcoolismo, assim como a imunossupressão, predispõem as pessoas a uma doença mais grave. Viagens recentes para uma região tropical é um fator de risco. Nos Estados Unidos, pessoas com retardamento mental, que vivem em instituições, e homens homossexuais fazem Sintomas:
febre
dor abdominal
no quadrante superior direito (decorrente do fígado aumentado e sensível)
pode ser intensa, contínua e latejante
desconforto geral, inquietação ou indisposição (mal-estar)
suores
calafrios Tratamento:
O tratamento comum para pacientes com abscessos hepáticos é a terapia antimicrobiana com metronidazol. Deve-se drenar o abscesso para ajudar a aliviar a dor abdominal associada ao abscesso. Deve-se medicar o paciente para eliminar a amebíase intestinal e prevenir a recorrência da doença.
Expectativas (prognóstico):
Se não for tratado, o abscesso pode se romper e se disseminar a outros órgãos, podendo provocar a morte do paciente.
perda do apetite
perda de peso
diarréia
icterícia
dor articular (pode ocorrer) parte do grupo de risco.

Um comentário:

  1. gostaria de saber quanto tempo leva o tratamento estando internado.

    ResponderExcluir